Universidade do Algarve escolhe 32 alunos para curso de Medicina

A Universidade do Algarve já escolheu os 32 alunos que vão frequentar o curso de Medicina que abrirá no próximo ano lectivo. As 18 mulheres e 14 homens que frequentarão o curso foram escolhidos após uma rigorosa selecção feita a partir de 620 candidatos iniciais.

Ciências Farmacêuticas, Medicina Dentária, Bioquímica, Psicologia e Biologia são as formações anteriores dos 32 alunos que frequentarão o novo curso de Medicina que abrirá no próximo ano lectivo na Universidade do Algarve.

Após uma selecção rigorosa que incluiu parâmetros como a nota de licenciatura, trabalho voluntário, testes para avaliar capacidades cognitivas e uma entrevista final, o estabelecimento de ensino seleccionou 32 dos 620 candidatos que concorrerem inicialmente ao curso.

Em declarações à TSF, o reitor da Universidade do Algarve explicou que numa primeira fase foram seleccionados 72 candidatos, tendo sido depois feita nova selecção para se chegar aos 32 candidatos finais, cujas idades estão entre os 25 e os 29 anos.

«Eles são francamente bons. As suas universidades de origem são Lisboa, Porto, Coimbra, Aveiro, Minho, Leiria. Tudo leva a crer dado o interesse que manifestaram nas provas de selecção e nas conversas que temos tido com eles que sejam os primeiros 32 a aceitarem o curso», acrescentou João Guerreiro.

As 18 mulheres e 14 homens que vão integrar este curso vão trabalhar de perto com hospitais e centros de saúde nos quatro anos deste curso, que obrigou o Ministério do Ensino Superior a reforçar esta universidade com um orçamento autónomo de 13 milhões de euros.

«Esse programa foi aprovado e portanto estamos a executá-lo. Não só as contratações de novos docentes têm cobertura financeira nesse programa específico para a medicina como também todas as instalações e equipamentos que tivemos que comprar não só ligado ao ensino, mas também à investigação científica têm cobertura neste programa», adiantou o reitor.

João Guerreiro considerou ainda que as críticas da Ordem dos Médicos a este curso estão ultrapassadas, isto depois de a Ordem liderada por Pedro Nunes ter dito que este curso não era necessário em Portugal e de ter contestado a forma de selecção dos alunos. 

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=1302460

.

Anúncios

A sua opinião tem importância!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s