Decisão da direcção da faculdade relativamente às candidaturas aos programas de mobilidade 2010/2011

Assunto: Decisão da direcção da faculdade relativamente às candidaturas aos programas de mobilidade

A candidatura aos programas de mobilidade da Faculdade de Economia é um acto de grande responsabilidade. Para que o processo seja justo para todos os intervenientes é fundamental que os estudantes confirmem a exactidão da informação que é facultada, antes de submeter as suas candidaturas. Sendo o ranking dos candidatos feito com base nas notas, a prestação de informação errada prejudica uns em favor de outros, pelo que, independentemente da boa ou má fé com que tais informações sejam prestadas, a exclusão das candidaturas é a única forma de repor a justiça e credibilizar o processo.

Em conformidade, a Direcção da Faculdade, ouvida a Sra. Presidente do Conselho Pedagógico, Prof. Doutora Fátima Laginha, e a coordenadora para a mobilidade (outgoing students), Mestre Marisa Cesário, decidiu excluir do processo os alunos pelo facto de se ter concluído que as suas candidaturas incluíam informação incorrecta.

 

Com os melhores cumprimentos,


5 de Março de 2010

O Director da Faculdade de Economia

Efigénio da Luz Rebelo

Consultar artigos relacionados:

Segunda fase de candidaturas para o programa Erasmus na Faculdade de Economia

Estudantes da Faculdade de Economia colocados na 2ª fase do programa Erasmus


Anúncios

2 pensamentos sobre “Decisão da direcção da faculdade relativamente às candidaturas aos programas de mobilidade 2010/2011

  1. A verdade é que nesta faculdade estamos a ser formados. Não quero meter em causa as pessoas que assim têm essa função porém este assunto escandalizou-me! Houve imensa falta de profissionalismo dos professores da nossa faculdade! Nomeadamente de um professor, que tornou esta situação publica numa aula prática de Economia II…

    Em vez de dar a matéria, esteve a apontar o dedo a estes alunos. Já para não falar que nem lhes deu o beneficio da duvida! Disse até que a cara deles devia estar afixada à porta da faculdade!

    Eu percebo que é um assunto complicado, pois não se pode provar se foi de boa ou má fé, mas gostava que se percebesse que estamos a lidar com seres humanos e que estes erram! Porém em relação a isso concordo com o facto de excluírem as candidaturas, visto que é impossível apurar se foi erro ou não!

    Apenas estou desiludido com a atitude deste professor. E a sua falta de profissionalismo em relação a este assunto é que deve ser tornada publica.

  2. Já algum tempo que venho acompanhando este caso com algum interesse.

    No meu entender este despacho deve ser encarado como uma chamada de atenção no preenchimento dos dados. Diria até que, é uma medida pedagógica..

    Felicito o Sr. Director por ter reposto equidade nos processos. Como bem refere, não se pode fazer juízos de valor como inicialmente aconteceu.

    Sendo assim e por uma questão de coerência, os estudantes ficam desde já informados que qualquer lapso no preenchimento da informação relativo às notas, anula automaticamente a candidatura.

    Não posso deixar de confortar um dos alunos que com este erro de 0,3 décimas não vai de Erasmus, caso contrário teria sido colocado.

    No meu entender, atendendo que não existiu lesado com o lapso e a vaga ficou por preencher, também não ficaria mal um pouco de bom senso com a devida chamada de atenção.

    De qualquer das formas continuo a subscrever o conteúdo do despacho do Sr. Director. Apela à responsabilização dos actos.

A sua opinião tem importância!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s