A tua universidade não vale nada…?

Se numa entrevista de emprego, te disserem que a tua universidade ou politécnico não vale nada, tu tens argumentos contrários, certo?

Sorri porque no meio da maior crise dos últimos 80 anos e com a taxa de desemprego a subir, tu estás a ser rankinguizado numa lista que te vai tirar toda a argumentação e que vai por preto no branco o que vale a tua universidade.

Que ela não vale muito no campeonato internacional, já não é novidade nenhuma. São raríssimas as instituições de ensino portuguesas que aparecem nos rankings actuais. Mas a novidade é esta: com o novo ranking europeu vais ser comparado até com estudantes de instituições portuguesas. E comparado sem apelo nem agravo, com critérios objectivos (que estão, enquanto lês, a ser cozinhados).

Acabou a contra-argumentação nas entrevistas de emprego. aliás, o assunto nem chega à entrevista: antes disso já foste escolhido ou excluído com base nesse critério.

Certo, certinho é que vem ai mais uma crise de confiança. Desta vez não é entre os empresários nem entre os consumidores, é entre os académicos. Vamos ter mais uns quantos momentos telejornalísticos do género «Portugal está na cauda da Europa em termos de…»

O lado bom é que tudo isto vai trazer mais dinâmica ao teu politécnico ou universidade. Com um pouco de sorte até pode acontecer que te comecem a perguntar o que pensas da tua instituição de ensino.

A vergonha de se estar tão em baixo nos rankings vai seguramente oferecer uma nova vida a muitas instituições. Além disso, estimular a criatividade e a invenção, não há nada como uma guerra ou ócio. Não temos guerra, mas vamos ter mais esta crise que numa sociedade pacífica, faz as vezes da guerra.

Fonte: Adpatado da Revista aulamagma (Junho/Julho 2010)

 

Anúncios

7 pensamentos sobre “A tua universidade não vale nada…?

  1. Lendo o artigo e os comentários devo dizer que existe verdade em todos eles. Mas será que este tipo de discussão leva na verdade aos resultados que todos desejamos? Só poderemos evoluir quando nos tornarmos responsáveis e cumprirmos a nossa função exemplarmente. Concordo que devemos criticar mas para isso temos primeiro que nos criticar a nós mesmo, entender os nossos próprios erros, ser responsáveis e acima de tudo dar o nosso melhor. A minha pergunta para os alunos da Universidade do Algarve é somente esta: Será que estão na realidade a proceder desta forma?

  2. E se o profissionalismo não fosse deixado às vontades individuais de alguns professores, certamente estávamos muito mais valorizados. Também todos nós concordamos nesse ponto.

  3. Preocupem-se em estudar e serem os melhores dos melhores! o que importa não é a universidade mas o vosso desempenho. Estamos de facto em crise de emprego e são os mais jovens os mais preocupados, mas não procurem culpados alheios, os culpados são vocês que tem que lutar agora por um futuro onde o facilitismo é pré-história! Aprendam, cultivem-se e mostrem a vossa competência esse é sem dúvida o vosso melhor “diploma” nas entrevistas de emprego…

  4. “Alguém Confuso” – Com certeza que não estuda na Faculdade de Economia, pois se estudasses, aprovaria este artigo com muita preocupação! (sem falar nas outras Faculdades).

    “Acreditem que os maiores culpados são os próprios alunos, que espalham e fortalecem esta cultura visível a olho nu nos corredores da nossa Universidade…”

    Se fosse mentira aquilo que os alunos espalham teria razão, mas não é mentira. Os Órgãos da nossa Universidade são uma cambada de “corruptos e Interesseiros”, a AE peço mesmo caminho, depois há alguém que diz a verdade, que é o caso do “bloguer” e toda a gente fica escandalizada. Sejamos realistas e vejamos as coisas como elas são: a Universidade do Algarve não chega nem de perto nem de longe aos calcanhares de Universidades de estatuto mediano a nivel nacional, o que é vergonhoso.
    Se o caro “Alguém Confuso”, acompanhasse e lesse os artigos postados neste blog, com certeza que não teria a mesma opinião que agora tem.

    Saudações Académicas

  5. Tantas noticias tantos desalentos..isto já toda a gente sabe..ou pelo menos deveria saber.. não só do sistema,dos professores,dos gestores, ou dos núcleos e AE é atribuida a culpa deste ranking meus caros! Acreditem que os maiores culpados são os próprios alunos, que espalham e fortalecem esta cultura visivel a olho nu nos corredores da nossa Universidade…

    Sr Joaquim comecar por ai seria um bom começo, e talvez a tarefa mais complicada..
    Sra Aluna, por vezes não vemos o que está a nossa frente pois estamos preocupados a tentar descobrir o que está por trás da consequência..

    • Caro docente,

      Não tenha pressa em encontrar culpados que não é disso que se trata.

      Claro que discutir estas questões livremente não dá jeito nenhum, antes pelo contrário, obriga inevitavelmente a um reajuste do recursos com todas as implicações que poderá surgir.

      “Acreditem que os maiores culpados são os próprios alunos, que espalham e fortalecem esta cultura visível a olho nu nos corredores da nossa Universidade…”

      Só tenho a dizer que os alunos reclamam nos órgãos, alguns sem fundamente é verdade, mas a maioria tem razão de ser e nada é feito. Quando se transporta a questão para a discussão pública isso já não queremos, dá má imagem da instituição. Se for um professor a faltar 60 % das aulas e não cumprir o programa curricular ano após ano, isso já não é problemático. Eu compreendo..

      Todos nós já sabemos como são as conversas nos gabinetes e a onde nos levam. A lugar nenhum!

      Precisamos de uma abordagem diferente, sem dúvida.

      Quando vier o primeiro ranking, a certeza é que não será feito com base no que se diz nos corredores como diz, mas com base em parâmetros de qualidade. Ai sim, vamos todos saber qual é a publicidade enganosa.

      Tenha cuidado que esse argumento está com os dias contados.

  6. Grande artigo! Grande patada no sistema e grandes palavras!
    Realmente, às vezes, certos “abanões” são necessários para um maior empenho, e nada melhor do que uma boa envergonhadela para as coisas começarem a ser mais sérias…

    Este tipo de análises faz falta… isso e umas boas inspecções às contas e uns gestores com umas ideias mais claras! Iam ver como isto ia ao sítio num instante…e gente mais honesta.. e menos gente com tachos, não?

    Isto era aplicável por este país fora… porque a crise manda o povo apertar o cinto, diz que o Governo vai tomar, no seu seio, medidas de austeridade.. e depois aparecem curiosos carros novos!!!

    Cumps.

    Aluna Confusa

A sua opinião tem importância!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s