Reitor da UAlg tece duras críticas ao presidente da Associação Académica…

No programa radiofónico «Impressões», dinamizado em conjunto pelo Sul Informação e pela Rádio Universitária do Algarve RUA FM. o Magnífico Reitor da Universidade do Algarve crítica abertamente o Presidente da Direcção Geral da AAUAlg, Guilherme Apolinário. Sendo ambos da mesma cor política, ainda mais estranho nos parece, senão vejamos:

1 – Não tem qualquer pejo em expor a mediocridade das últimas direcções gerais para prestigiar a marca Universidade do Algarve, e desta forma, melhorar a imagem da instituição no mercado que está cada vez mais selectivo e exigente na hora do recrutamento.

Claramente, tem estado direccionada para a festa e o lucro. As palavras são do Prof. João Guerreiro quando afirma que “ (…) ultimamente, a associação tem orientado a sua actividade mais para eventos festivos e menos para o reforço da coesão e qualidade interna da vida universitária» (…) «Gostaríamos que houvesse um reforço no plano cultural»

2 – Realça a atitude prepotente e desapropriada, contrária aquela que um presidente de uma associação académica de uma instituição do ensino superior deve ter. Penso que o que mais o indignou foi a demagogia com que reagiu ao seu telefonema, onde demonstrou o seu desagrado pela forma como as praxes foram planeadas.

«Telefonei ao presidente da AAUAlg antes do início desta festa e disse que estava incomodado pelo programa que estava estabelecido e pela duração das festividades, porque abrangeram mais de uma semana, com festas até altas horas da noite. A questão que eu coloquei foi que, com festas até altas horas, dificilmente os alunos se apresentariam nas aulas às 8h30», ilustrou o reitor da Ualg.

«O presidente da associação emitiu um comunicado na sequência deste telefonema, dizendo que o facto de haver festividades até às horas que definiu não queria dizer que os alunos não fossem às aulas e fez um apelo para que o fizessem. Mas, estes apelos, às vezes são difíceis de atender. Eu também compreendo que um aluno que se deite às 2 ou 3 horas da manhã, dificilmente se apresenta numa sala de aula às 8h30. E, se o fizer, dificilmente lá estará, está noutro mundo», criticou João Guerreiro. Relativamente às praxes, não posso deixar de concordar com o Prof. João Guerreiro.

Efectivamente estas cerimónias são lesivas para o rendimento escolar dos estudantes que se submetem às mesmas, e, ao normal planeamento da actividade escolar, por muito impopular que se possa achar. Acredito nas praxes e tenho a mais profunda convicção que uma semana é mais que suficiente no modelo actual.

Festa e mais festa na busca interminável do lucro, sob o pretexto de uma tradição académica que disso muito pouco ainda resta, para quem tem o histórico destes eventos. Esta festa poderia ter outro conteúdo, outra integração dos estudantes na vida activa da universidade.

Neste caso, o chavão não deveria ser o que os estudantes podem fazer pela AAUAlg, mas o que a AAUAlg pode e deve fazer pelo futuro dos estudantes.

Fonte: http://www.sulinformacao.com/?p=5930#comment-295
Anúncios

9 pensamentos sobre “Reitor da UAlg tece duras críticas ao presidente da Associação Académica…

  1. Um dia que tenha um filho vou chamá-lo Joaquim Costa em tua homenagem!

    Ele saberá o porque do seu nome e do exemplo que és não só para os estudantes mas para a sociedade civil.

    Um grande bem hajas.

    • Meu caro (a),

      Fico bastante sensibilizado, mas isso é capaz de ser um pouco de mais, não mereço nem pouco mais ou menos tal consideração da sua parte.

      Não tenho palavras para expressar a minha surpresa por tal afirmação. Se achar que deve, quem sou eu para dizer que não. Se calhar deveria pedir autorização aos meus pais.. 🙂

      Os melhores cumprimentos

  2. Obrigados a todos pelas palavras de apoio e reconhecimento. Não é o que me move, mas é gratificante saber que ainda existe pessoas esclarecidas…ou mais esclarecidas que o mortal comum.

    Quanto à imortalidade deste espaço, ele ficará muito para além do tempo de vida que me resta, enquanto a internet for livre e democrática tal como a conhecemos nos dias de hoje.

    Os ideais são à prova de bala e de outro qualquer incentivo…!

    Como já uma vez disse, não preciso de muito para viver!

  3. Foi o último grande e verdadeiro dirigente associativo que sempre lutou e continua a fazê-lo sempre que solicitado. Defende os estudantes com tudo o que tem.

    Foi o último dos últimos heróis desta academia e sem nunca ter sido presidente da Associação Académica. Arrependidos! Mas já é tarde para isso.

    Mesmo assim, foi durante a sua estadia, o grande e único e verdadeiro representante dos estudantes desta universidade. O único que verdadeiramente se pode avaliar o seu trabalho.

    Este site deveria ser imortalizado por tudo o que representa na defesa dos direitos dos estudantes e de um povo oprimido pelos interesses instalados.

    Agora vem o reitor a público queimar o presidente da associação, quando teve um papel crucial no desfecho das eleições juntamente com outros professores, nomeadamente o professor Efigénio, diretor da faculdade de economia que fez campanha nos corredores pelo o menino que agora todos sabem que faliu a académica em todos os sentidos!

    Todos os estudantes da altura agora devem sentir a consciência pesada, ou não, visto que vivemos tempos em que as pessoas só querem saber de si e pouco mais.

    Este homem foi muito à frente do seu tempo!

  4. Nunca esperei viver para ver o Professor João Guerreiro criticar desta forma um elemento do seu bando. Não que ele não mereça porque merece, mas, porque não é o seu modo operandi.

    Enquanto reitor nunca o vimos fazer tal coisa a outro qualquer presidente da AA, e por ele passaram o Pedro Barros que agora recandidata-se, o Eduardo Almeida que não foi muito bem sucedido com a famosa «Carta Aberta».

    Realmente alguma coisa vai mesmo muito mal na AAUALG!

  5. Boa tarde ao fórum,

    O fato de o reitor apontar o dedo diretamente ao Guilherme Portada realmente causa-me perplexidade, porque como mencionado no artigo, são da mesma cor política e quando assim é, só se atacam quando realmente se incompatibilizam!

    Por outro lado não me lembro de alguém tão “nada” à frente dos destinos da associação académica, e perdoem-me fazer citações ao que aqui já foi escrito antes (acompanho este espaço como alguns acompanham jornais desportivos), este presidente é um menino mimado e arrogante que só está interessado no seu próprio umbigo e na sua progressão política. Os estudantes são apenas um percalço necessário na sua caminhado a um cargo político.

    Voltando às citações, ele equipara-se a uma daquelas embalagens bonitas que costumamos encontrar no supermercado, em que a sua qualidade não corresponde à estética.

    Este senhor que tanta gente levou ao colo em detrimento de pessoas com real valor, vêm agora de certa forma reconhecer o seu erro.

    Este Guilherme me Portada não é mais que um mendigo bem vestido dada a propreza intelectual e humana que muitos agora reconhecem.

    Agora já é tarde para arrependimentos!

  6. Caro Costa.

    O facto de haver festas para ter lucro não é mau de todo, porque associação tem de ter receitas para fazer o seu papel em prol da sua actividade, mas só não percebo uma coisa. Como é com tanta receita a associação está falida?????

A sua opinião tem importância!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s